Master Libras 2.0

 

O Master Libas 2.0 é um grupo de estudos intensivos online de estudos de Libras com 5 meses de duração, no qual os alunos podem sair do zero de conhecimento em Libras e alcançar um nível de estudos avançado, passando a estudar conteúdos 100% em Libras, o que é o “ponto da virada” para se chegar à fluência no idioma. Ao longo do curso, os alunos aprendem não somente uma grande quantidade de conteúdos em Libras em um curto período de tempo, como também aprendem a usar (de forma totalmente prática) métodos e técnicas altamente eficientes para aprender Libras (e também outros idiomas). ESTE CURSO ESTÁ DIVIDIDO EM 5 MÓDULOS + 2 MÓDULOS DE BÔNUS(MÓDULO ‘CONCURSOS EM FOCO’ E ‘PROLIBRAS EM FOCO’).

Master Libras 2.0 – Criador

Quem é esse tal de Danrley Oliveira? Provavelmente você veio até essa página com essa dúvida! Bom, eu não sou nenhuma celebridade, não tenho nenhum dom ou habilidade extraordinária, porém uma coisa eu sei fazer: eu sei ensinar Libras muito, muito bem! Continue lendo para conhecer um pouco da minha história e do meu trabalho, tenho certeza de que você vai gostar muito de me conhecer!

DANRLEY OLIVEIRA, criador do Master Libras 2.0, o professor que aprendeu Libras, estudando Inglês!
Pois é, eu aprendi Libras estudando Inglês! Tudo isso começou há cerca de 10 anos, quando comecei a estudar Inglês em uma escola que existia perto da minha casa. Eu estudei Inglês durante uns 4 anos e nesse meio tempo sempre tive amigos que sabiam Lingua de sinais, mas eu tinha a ideia que aprender Libras era muito complicado e que só pessoas muito inteligentes conseguiam aprender, ainda por cima eu achava que não levava “jeito pra coisa”, que não tinha desenvoltura para aprender Libras, e mesmo tendo muitos amigos que sabiam Libras e amigos surdos ainda continuava sem ter coragem para dar o primeiro passo e aprender esse idioma.

Enquanto isso, eu continuava a estudar Inglês em um dos melhores cursinhos de minha cidade, eu me esforçava bastante e era um dos melhores alunos da sala pelo fato de responder todos os exercícios e me sair bem na conversação, e por isso achava que quando encontrasse alguém que morasse em outro país onde se fala Inglês eu conseguiria entender tudo e me sair bem também na conversação com um nativo, eu acreditava firmemente que por falar e conseguir ler bem aqueles “textinhos” do meu livro de Inglês, os quais muitas vezes eu fazia era decorar, eu estava realmente aprendendo Inglês, ‘pobre de mim e do meu tempo’, as coisas não eram bem como eu pensava.

Não vou dizer que não aprendi, de fato aprendi o Inglês que foi ensinado ali em sala, aprendi frases e algumas expressões do básico do Inglês. Eu conseguia conversar, conseguia pedir informações, conseguia
me virar, mas não conseguia fazer coisas “avançadas” como assistir TV, ler um jornal ou mesmo participar de uma conversa com vários nativos (pois quando eles falavam diretamente comigo eu entendia, mas quando eles falavam entre si eu ficava completamente perdido). Isso foi aos poucos me frustrando, aos poucos eu fui vendo que mesmo sendo um dos melhores estudantes da minha escola de Inglês, mesmo tendo dedicado tanto tempo ao idioma e mesmo tendo contato com americanos nativos, eu ainda não tinha passado de um nível básico.

Depois de concluir meu curso de Inglês, frustrado com meu pouco avanço no idioma, eu comecei então a refletir sobre os métodos que tinha usado para aprender Inglês, pois não era possível eu ter passado tanto tempo estudando e ter tido resultados tão ruins. Foi então que pesquisando sobre métodos de aprendizagem de idiomas estrangeiros, que eu comecei a descobrir que 99% dos métodos que eu estava usando para aprender Inglês eram extremamente ineficazes! Eu comecei então, aos poucos, a mudar minha abordagem, a mudar minha maneira de estudar, deixando de lado métodos que não funcionavam e começando a focar nos métodos que realmente davam resultados.

Nessa mesma época eu criei coragem e também comecei a estudar Libras e precisei tomar uma decisão: ou focava meus estudos no Inglês ou Libras, pois minha futura profissão estaria relacionada com um desses idiomas. E embora eu gostasse muito do Inglês, eu vi que passava mais tempo lendo e vendo conteúdos em/sobre Libras. Por isso eu escolhi me dedicar a Libras, só que, como dito, usando métodos de estudo bem diferentes dos que usei para aprender Inglês…

Como eu aprendi Libras sem estudar NADA de gramática!
Quando eu resolvi focar meus estudos em Libras, eu sabia que não poderia cometer todos os erros que tinha cometido no Inglês. De fato eu nunca estudei Libras do modo que estudava Inglês. Eu nunca usei um livro didático, nunca fiz exercícios, nunca estudei gramática, nada disso. Meu estudo de Libras consistia basicamente de “devorar conteúdos em Libras”. Eu via centenas de Vídeos em Libras e mais Vídeos em Libras, procurava traduções dos sinais em aplicativos e dicionários online, e principalmente procurava ter muito contato com surdos da minha região. Com isso eu fui criando uma base muito forte em Libras, focada na compreensão dos sinais. E isso aos poucos se refletia na reprodução dos meus sinais em Libras. Eu podia, às vezes, não saber explicar um ponto gramatical ou até ir mal em uma prova (de gramática), mas na hora de entender e me comunicar eu ficava cada vez melhor! Aos poucos eu fui ultrapassando muitas pessoas que já estudavam e praticavam Libras há muito mais tempo do que eu, aos poucos meu domínio da Libras ficava cada vez mais natural, era cada vez mais um reflexo de muitas e muitas horas dedicadas a vídeos em Libras! O resultado final dessa jornada foi que depois de alguns anos, eu alcancei um nível avançado de Libras sem jamais ter estudado gramática, sem jamais ter lidos centenas e centenas de artigos científicos sobre Línguas de Sinais, eu aprendi Libras praticamente do mesmo modo que uma criança aprende português.

De estudante a professor: como surgiu meu método de ensino e meu curso de Libras online!
Depois de decidir que meu idioma de trabalho seria a Libras, embora minha área de formação seja em Letras e literatura Inglesa eu fui aprovado no Prolibras (UFSC) e fiz vários cursos de extensão e formação em Libras, alguns deles pela universidade Federal do Piauí (UFPI) outros pela FATECI de Ribeirão Preto. A partir daí comecei a dar aulas em escolas tradicionais e Passei alguns anos dando aulas em cursinhos tradicionais de Libras e rapidamente descobri que os métodos dos cursos tradicionais eram totalmente ultrapassados e também que o salário dos professores era muito, muito baixo (eu ganha 7,00 reais/hora). Eu então mudei de área, fui trabalhar como intérprete de Libras, pela minha facilidade com tanto com o português quanto com a Libras, que era uma profissão bem mais recompensadora (eu podia trabalhar menos horas e ganhar um pouco melhor). Amo ser intérprete e até hoje exerço essa função na Central de Interpretação em Libras (para atendimento aos surdos da região) e Intérprete também no ensino superior pela faculdade Mauricio de Nassau. Porém o que eu realmente acho que nasci pra fazer é lecionar, e onde me sinto totalmente realizado é compartilhando conhecimento com as pessoas, usando algo que já faz parte de mim, a Libras.

Foi então que em 2016, eu resolvi voltar a ensinar Libras, porém dessa vez não dando aulas em escolas de Libras, mas sim usando meus métodos e minhas técnicas de estudo/aprendizado. Foi então que surgiu este site, o meu canal do Youtube e o meu curso de Libras online, o Master Libras 2.0.
Tudo isso foi responsável por uma mudança gigantesca em minha vida. Eu finalmente tinha encontrado minha vocação, aquilo que eu sei fazer melhor e que me permite ajudar o máximo possível de pessoas!

 

Obs: As Últimas Vagas Acabam Ainda Hoje, Inscreva-se Já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

57 + = 61